Missionárias de Jesus Crucificado

Missionárias de Jesus Crucificado

Missão Juventude

                                                                           Missionárias de Jesus Crucificado e juventudes


Juventude seu nome é beleza.
Juventude seu nome é valor.
Juventude seu nome é graça,
é luz, é alegria, seu nome é amor!
Ir. Irene Gomes – MJC

                Aproximar-se das juventudes de forma gratuita é um desafio e ao mesmo tempo uma graça que só sabe quem experimenta! A alegria da juventude nos contagia e desinstala. Estar perto delas e deles renova nossa esperança e entusiasmo pela vida!
Os jovens tem sede de proximidade. Gostam de abraçar, ficar juntos. De conversar sério, de conversar fiado. Têm necessidade de estar perto pessoas que sejam referenciais nos valores cristãos e também que apontem para referenciais maiores. E acima de tudo, precisam de pessoas que os amem, acolham e escutem gratuitamente.
         Nossa Congregação, na trajetória de mais de oito décadas, sempre buscou a proximidade com as juventudes. Somos uma Congregação fundada por jovens. As primeiras eram todas jovens! Dom Barreto, nosso fundador, apostou na força, entusiasmo e ardor missionário de mulheres jovens! Maria Villac tinha apenas 34 anos quando fundou a Congregação.

A credibilidade que Dom Barreto teve na juventude e a coragem de Maria Villac nos motivam, no contexto atual a renovar nosso compromisso com a juventude. E essa aproximação acontece de forma gratuita, como nos diz o Documento 85 da CNNB: “Reconhecendo a juventude, como lugar teológico, o nosso amor a ela é gratuito, independente do que possa nos oferecer. Esta gratuidade se inspira no amor incondicional de Jesus que livremente deu sua vida por todos/as (Rm 5,6-11)”. (Nº248). Compreender as juventudes como lugar teológico é fundamental para nos comprometermos com elas, pois em sua alegria e entusiasmo encontramos a presença de Deus, mas em suas dores, lamentos e desilusões, ali também Ele está.


Em nossa caminhada podemos citar vários experiências missionárias que demonstram nossa compromisso junto às juventudes, porém uma tem marcado nossa história: o PROMIS. Este Projeto Missionário, surgiu no ano de 1974 no município de Gurupi – GO. Desde o início o objetivo principal do PROMIS é: despertar a juventude para a missão junto às pessoas mais necessitadas e contribuir para o seu discernimento vocacional, estimulando uma maior participação nas Comunidades Eclesiais de Base.


Éum Projeto Missionário que se destaca por possibilitar aos jovens experiência missionária junto as pessoas mais necessitadas e em lugares desafiadores. Ações concretas que os desafiam a serem protagonistas e a colocarem seus dons a serviço.


E os frutos do PROMIS? São incontáveis, tanto para as Comunidades que receberam as missionárias e missionários, quanto para os participantes que vivenciaram a missão em comunidades necessitadas. E um número significativo de jovens que participaram do PROMIS descobriram sua vocação para a Vida Religiosa Consagrada e para o Sacerdócio.

 

 

Além do PROMIS, nossa atuação junto aos jovens está focada em três linhas de ação:

  • Aproximação: acolhimento em nossas casas e presença em seus espaços vitais
  • Atuação na Pastoral da Juventude
  • Acompanhamento Vocacional
    Nosso grande desejo é: “cuidar do broto para que a vida nos dê flor e fruto”.  Tendo sempre presente as figuras de Dom Barreto e Maria Villac que ousaram e acreditaram no potencial das juventudes. (Elaborado por Irmã Maria Célia Ferreira Cavalcante)